Como o tabagismo afeta os dentes e a boca?

Fumar em si e um fator de risco para o desenvolvimento de inumeras doencas dentarias. Este habito tem um efeito negativo na condicao dos tecidos da cavidade oral. Na mucosa da boca, gengivas e lingua, altas temperaturas, resinas toxicas e produtos de combustao sao afetados negativamente. No processo de fumar uma pessoa esta saturada com compostos quimicos nocivos.

Fator de Lesao

Fumar pode ser considerado como um fator traumatico regular para o tecido oral. O estimulo quimico e fisico causa respostas nas celulas da mucosa. Como resultado, a inflamacao ocorre na forma de ulceras e erosoes, a queratinizacao e as camadas de novos tecidos sao formadas. Alteracoes visiveis se manifestam na melanose, no fumante da leucoplasia, assim como nas lesoes cronicas dos labios.

Doencas da mucosa bucal causadas pelo fumo podem se tornar malignas. Em risco estao todos aqueles que fumam um dia a mais do que um maco de cigarros. Sua experiencia de fumar ultrapassa oito anos. No grupo de alto risco – “experientes” fumantes que muitas vezes tomam alcool e assistem a uma ressaca uma vez por semana.

Placa nos dentes

Muitas vezes, fumantes no interior dos dentes inferiores e na sua superficie labial, ha um revestimento denso escuro. Isto e devido a deposicao de sulfato de cadmio nos dentes. E formado durante o fumo durante a interacao de produtos de combustao e proteinas salivares, que sao produzidos pelas glandulas hioidea e mandibular.

Halitose

Na superficie da lingua, e tambem na placa dos dentes, forma-se um odor desagradavel, chamado de halitose. Acumula-se na saliva em consequencia da combustao de substancias gasosas com produtos sulfurosos da atividade vital de algumas bacterias.

Esse acumulo altera a mucosa da cavidade bucal, aumentando o risco de varias patologias.

Boca seca

Devido aos efeitos de altas temperaturas na mucosa oral, ocorre a secagem. O numero de pequenas glandulas salivares e reduzido ao minimo. Tais mudancas sao irreversiveis, e os dentistas colocam um diagnostico deploravel – xerostomia. Os pacientes experimentam sensacao de queimacao na cavidade oral. Seu senso de gosto varia.

Periodontite e gengivite

Nos fumantes, algumas doencas se desenvolvem de maneira especial. Nenhuma excecao e inflamacao das gengivas, bem como o osso ao redor do dente. Em “nao-fumadores” problemas com as gengivas aparecem sangrando. Fumantes sao mais complicados.

A nicotina comprime os vasos sanguineos do final e o sangue nao flui das gengivas. Mas a protecao nos tecidos das gengivas enfraquece. O processo destrutivo e assintomatico para atingir o tecido gengival profundo e o osso circundante. O paciente nao persegue a dor, sangrando, entao ele se dirige ao medico somente quando o processo ja apresenta defeitos osseos evidentes e notavel mobilidade dos dentes.

A nicotina provoca um estado imaginario de euforia, interrompendo a circulacao sanguinea, alterando a membrana mucosa e destruindo as celulas protetoras. O tratamento da periodontite e ineficaz se a pessoa continua a fumar.

Melanose

Fumantes geralmente tem manchas marrons na mucosa das gengivas, labios, no ceu e no fundo da boca. A melanose e acompanhada por uma camada marrom nos dentes, alem de um odor desagradavel. Tal doenca nao e cancer bucal, mas aqui no resto da boca, muitas vezes ha mudancas significativas.

Leukokartaroz e estomatite nicotinica, juntamente com a leucoplasia, tambem sao caracteristicas dos fumantes. Todas essas doencas sao consideradas pre-cancerosas. Eles levam a consequencias irreversiveis.

Cura tardia

Fumar afeta negativamente a cicatrizacao de feridas na boca. Isto e devido ao baixo suprimento de sangue causado pela boca seca. Apos qualquer intervencao cirurgica, inclusive apos a extracao dentaria, voce nao pode fumar. Quando o abuso do tabaco aumenta o risco de desenvolver um “buraco seco” ou alveolite.

Apos a extracao, um coagulo de sangue se forma no buraco onde o dente estava localizado. Protege as terminacoes nervosas e o osso. Mas fumar aqui neutraliza a cura. Isso interfere com a formacao deste coagulo sanguineo, como resultado, ambas as terminacoes nervosas e o osso tornam-se vulneraveis. Isto leva a uma infeccao grave e dor, um cheiro terrivel da boca e sensacoes gustativas extremamente desagradaveis.

O impacto negativo do tabagismo e reversivel se o paciente parar de fumar. No entanto, um longo periodo e necessario aqui. O fator de fumar perde sua influencia na formacao de tumores malignos apenas dez anos apos a pessoa ter superado a dependencia do tabaco.

Opiniao dos dentistas

Os dentistas observam o efeito negativo do tabagismo diariamente, examinando a cavidade bucal dos pacientes. Portanto, na historia da doenca ha muito tempo foi sugerido para fazer uma nota especial – “fumante”. Essas pessoas sao consideradas aquelas que estao liderando um “estilo de vida letal”.

Todo fumante tem problemas com os dentes. Produtos quimicos da fumaca do tabaco se acumulam no esmalte dos dentes. Os dentes ficam mais escuros. Mas esse defeito cosmetico e apenas uma pequena parte do problema. Fumar inibe o processo de cicatrizacao de quaisquer feridas, interrompendo a circulacao sanguinea.

As doencas cronicas da cavidade oral e a complicacao ate mesmo dos metodos terapeuticos mais eficazes causam uma tempestade de emocoes negativas. Os medicos geralmente tentam em vao ajudar o paciente. Mas, se ele nao se livrar do vicio, entao nada de bom termina. Tumores cancerosos na boca, nas gengivas, labios, lingua, deterioracao dos dentes e perdas anteriores – tudo isso aguarda todos que sao regulares e saturados com fumaca caustica.

Como regra, cerca de 40% dos fumantes com mais de 60 anos sofrem de falta de dentes. Para nao-fumantes, esse numero e de apenas 20%. Carcinogenos tem um efeito irreversivel na boca de uma pessoa. Os fumantes inveterados sao sempre mais dolorosos e mais cedo privados de encantos terrestres. Os dentistas recomendam fortemente que se monitorem desde cedo. Para ser sempre saudavel e ter dentes brancos e bonitos, fumar nao e a melhor ideia.